• Seja bem-vindo, hoje é Sexta-Feira, 25 de Maio de 2018

Últimas Notícias

Aumentar Letra
Diminuir Letra

09/03/2018 - De olho na Catarata

493_20180309092614.jpg

Ao longo do tempo, ocorre uma transformação nas fibras do cristalino, que perde a sua transparência natural, tornando-se opaco, o que dificulta a passagem da luz. A consequência é a diminuição progressiva da acuidade visual, inicialmente pouco perceptível.

Sintomas e sinais

Como a mudança ocorre na estrutura da lente natural (cristalino*), as atividades básicas começam a ser afetadas, como, por exemplo:

Cores – Alteração nas cores, pois existe uma mudança no contraste, no tom.

Dirigir – Com o excesso de luz, ocorre uma diminuição da pupila, que resulta na dificuldade da visualização dos detalhes.

Reconhecimento de pessoas – A evolução da catarata dificulta o reconhecimento do rosto de pessoas que vem se aproximando.

Sensação de que os óculos estão sujos – Com frequência, pacientes relatam que aumentaram o número de vezes que lavam dos óculos na tentativa de melhorar a visão.

Luzes noturnas – Dificuldade progressiva de definir pontos luminosos no período noturno. A sensação é de que as luzes aumentam de tamanho, explodem.

Leitura – Nos indivíduos com mais de 40 anos, a visão de perto vai diminuindo progressivamente (presbiopia), sendo agravada pela catarata.

Insegurança ao andar – Com a progressiva diminuição da visão, o portador de catarata sente-se inseguro para andar por causa do medo de cair. Esse receio faz com que ele diminua o hábito de caminhar, muito importante nessa fase da vida.

Mudança de hábito – Como a doença é lenta e progressiva, os pacientes acabam modificando seus hábitos sem perceber. É uma série de transformações, até mesmo na rotina familiar, quando, por exemplo, há a necessidade de acompanhantes causada mais pela dificuldade visual do que pelo avanço da idade.

Tipos de catarata

A causa mais frequente da doença é a senil, ou seja, está diretamente ligada à idade do paciente, portanto ocasionada pelo envelhecimento natural dos tecidos humanos. Esse processo ocorre com mais frequência após os 70 anos; porém, pode acontecer também com frequência aos 40, 50 ou 60 anos de idade.

Fatores que antecipam o aparecimento da catarata:

Remédios – Colírio ou remédios que contêm corticoide.

Doenças – Algumas doenças, como o diabetes, podem antecipar a manifestação da catarata, e o tratamento de outras, como o lúpus, pode desencadeá-la.

Causas que levam ao desenvolvimento da catarata:

Trauma – Os traumas automobilísticos ou profissionais são as causas mais comuns.

Raios X – A exposição a raios X pode desencadear a catarata.

Alterações congênitas – Problemas de saúde durante a gravidez podem acarretar o surgimento da doença.

Tratamento

O único tratamento existente e efetivo de catarata é o cirúrgico. Portanto, qualquer outro método não é eficiente nem comprovado.

A cirurgia é indolor, realizada com anestesia local e sem necessidade de permanência hospitalar. Pode ser dividida em duas partes:

1ª) Retirada do cristalino.

2ª) Implante da lente intraocular.

Vale destacar que a cirurgia de catarata é uma das que mais absorveu o desenvolvimento das tecnologias modernas, com a incorporação de muitos conhecimentos em informática e Física. Uma grande evolução tecnológica está no facoemulsificador, equipamento que auxilia o cirurgião a realizar o procedimento com muita segurança e previsibilidade.

Lentes intraoculares

Em grande evolução, as lentes intraoculares representam um enorme diferencial no resultado final da cirurgia, garantindo a melhoria da qualidade de vida dos pacientes.

 

Atualmente, existem lentes específicas para tratar diversos problemas visuais, como as tóricas, para o astigmatismo, as bifocais e as bifocais tóricas, que diminuem a dependência do uso de óculos para enxergar de perto. O material dessas lentes também evoluiu muito quanto aos filtros de proteção contra os raios solares, como, por exemplo, o UV.

Fonte: portaldaoftalmologia

Horário de Funcionamento: de Segunda a Sexta das 7h às 19h e Sábado das 8h às 12h


Unidade São José: Rua Campo do Brito, 995, Bairro São José CEP 49020-380 | Rua Const. João Alves, 350, Bairro São José CEP 49020-340 | Aracaju - Sergipe
Unidade Centro Médico Jardins: Av. Min. Geraldo Barreto Sobral, 2131, Térreo, Bairro Jardins CEP 49026-010 | Aracaju - Sergipe
Unidade Lagarto: Rua Josias Correia Fontes, 22, Bairro Centro (próximo ao Hospital Nossa Senhora da Conceição) CEP: 49.400-000 | Lagarto-Sergipe


Copyright© HOS - Hospital de Olhos de Sergipe - Todos os direitos reservados.
Desenvolvido por: WebD2