• Seja bem-vindo, hoje é Sádado, 17 de Novembro de 2018

Últimas Notícias

Aumentar Letra
Diminuir Letra

26/10/2018 - Cuidados com a visão das crianças devem começar desde o nascimento, orienta especialista

623_20181112053241.jpg


Quem se preocupa com a saúde dos filhos deve se atentar principalmente à saúde ocular. Isso mesmo, pois além do teste do olhinho que é feito quando os pequenos ainda são bebês, é preciso visitar o oftalmologista ao menos uma vez por ano. Outra importante recomendação dos especialistas é que essa primeira visita aconteça até os 3 anos de idade.

“Os cuidados com a visão dos pequenos devem ser iniciados desde o nascimento da criança. Inicialmente é recomendado que um profissional especializado realize o teste do reflexo vermelho, o famoso teste do olhinho, e que essa criança continue a ser acompanhada para que, se houver possíveis alterações oculares, essas possam ser tratadas o mais precocemente possível para evitar uma possível perda de visão futura do paciente”, destacou a Dra. Juliana Araújo, oftalmologista especialista em estrabismo, do Hospital de Olhos de Sergipe.

A médica orienta aos pais a levarem as crianças ao menos uma vez ao ano ao oftalmologista, pois o diagnóstico precoce de alterações na visão é o que garante a prevenção e correção de problemas.

“A orientação que costumo passar para os pais dos meus pacientes é que não se deve esperar que a criança reclame de uma baixa de visão. Isso porque, muitas vezes,ela já nasce com uma baixa na visão e acha que aquilo é normal, e ,por consequência ,não vão reclamar aos pais. É algo que se percebe muitas vezes muito lá na frente pelos próprios pais ou mesmo pelos professores, educadores e, quando esse quadro é detectado antecipadamente é possível controlar uma miopia,  evitar uma dificuldade no aprendizado, entre outros fatores prejudiciais. Por isso, que é extremamente importante levar essa criança o quanto antes ao profissional especializado para que essas alterações sejam identificadas de forma precoce”, reforçou a especialista.

“Nossa recomendação é que antes dos três anos de idade os pais levem seus filhos ao oftalmologista. As crianças devem ser acompanhadas anualmente. Os estudos revelam que existem ao menos 8% de erros refrativos nas crianças antes dos quatro anos de idade. Logo, quanto mais cedo iniciamos esses cuidados, mais chance temos de prevenir ambliopia e cegueira, garantindo o desenvolvimento ocular das crianças”, orienta a médica.

Sinais

Alguns sinais simples podem indicar problemas de visão em crianças e a médica orienta os pais e responsáveis a identificar alguns deles. “Crianças que assistem a televisão muito perto da tela, mesmo que essa seja grande. Outro exemplo de que algo está errado é quando eles aproximam muito o livro para conseguir ler, ou mesmo dificuldades para acompanhar a leitura, ou seja, alguns deles precisam utilizar o dedo para acompanhar a leitura. Já outros têm queixas de lacrimejamento ao ler, coceira nos olhos com certa frequência, dor de cabeça, crianças que costumam apertar os olhos para tentar enxergar melhor, ou até, fecham um dos olhos para que que ela consiga enxergar melhor. Além disso, há casos em que a criança precisa inclinar ou rodar a cabeça para ver melhor, e se os pais observarem que ela ao caminhar vai tombando nos objetos, esse é um sinal que ela não tenha a visão em determinado local”, pontuou.


“Outra coisa que ocorreu durante consulta no meu consultório, e não somente com crianças, mas também com adultos, foi eu tapar um dos olhos desse paciente e ele então descobrir que somente enxergava com um dos olhos. Esse é um teste simples que os pais e qualquer pessoa pode fazer em casa. Mas, volto a orientar, que mesmo que a gente não identifique nenhum desses sinais aparentes, é importante levar essa criança ao especialista, mesmo que ela ainda não fale, pois nós temos vários métodos de avaliação, exames objetivos e subjetivos para avaliar a refração,  tabelas específicas com desenhos, exames para detectar alterações no fundo de olho. Mesmo porque, o mais recomendado é esse diagnóstico precoce para iniciarmos o tratamento”, enfatizou a oftalmologista.

Óculos específicos para os pequenos

Hoje existem óticas específicas para que se possa adquirir óculos para as crianças, com tamanhos adequados, que não vão provocar feridas na cabeça e no nariz dos pequenos, bem como com proteção contra os raios ultravioletas. “Não é recomendado adquirir óculos de sol para crianças e adultos em camelôs, pois eles podem ser prejudiciais à saúde ocular. E mesmo os adquiridos em óticas, caso os pais queiram submeter a testes, basta levar ao oftalmologista que temos como testar o fator de proteção”, finaliza a médica com mais uma orientação.

Marque a sua consulta!
Marque sua Consulta Pelo Whatsapp
Urgência Oftalmológica

Horário de Funcionamento: de Segunda a Sexta das 7h às 19h e Sábado das 8h às 12h


Unidade São José: Rua Campo do Brito, 995, Bairro São José CEP 49020-380 | Rua Const. João Alves, 350, Bairro São José CEP 49020-340 | Aracaju - Sergipe
Unidade Centro Médico Jardins: Av. Min. Geraldo Barreto Sobral, 2131, Térreo, Bairro Jardins CEP 49026-010 | Aracaju - Sergipe
Unidade Lagarto: Rua Josias Correia Fontes, 22, Bairro Centro (próximo ao Hospital Nossa Senhora da Conceição) CEP: 49.400-000 | Lagarto-Sergipe


Copyright© HOS - Hospital de Olhos de Sergipe - Todos os direitos reservados.
Desenvolvido por: WebD2